5 ações erradas ao abrir uma empresa


wimages
Como já afirmei aqui antes, não existe um manual de instrução para o sucesso empresarial. Posso concordar que um plano de negócios é como um mapa que ajuda a guiar o empreendedor na selva do mercado, que diminui imensamente os riscos e norteia as ações. Mas não garante o sucesso. Empreender pressupõe enfrentar os riscos, pois a vitória tem seu sabor peculiar e só prova desse gosto quem não se acovarda.
Além do plano de negócio, você pode aprender com os erros dos outros. Reúno a seguir cinco ações para você evitar ao abrir sua empresa – e algumas dicas de como agir!
vcspartnership
1) Escolher um sócio pelas razões erradas. E qual a maior? Medo de empreender. Um sócio tem que ser um complemento às necessidades do negócio que não podem ser atendidas por você. Como uma empresa “recém nascida”, precisa de cuidados e demandas que muitas vezes você não consegue atender sozinho. Pode ser qualificação técnica ou dinheiro para rodar a empresa nos primeiros meses – ou até anos. Lembrando que existem diversas formas de conseguir qualificação técnica – contratando, por exemplo – ou capital. E qual a principal razão de se ter um sócio? Ter metas em comum, sonhar o mesmo sonho!
2) Uma doença conhecida como “cegueira do empreendedor”. É acreditar que sua ideia é fantástica, não tem defeitos; que sua concorrência é formada por incompetentes; que seu produto é perfeito. Um bom exercício para evitar essa cegueira é entender onde “dói” mais na sua empresa, quais são os pontos fracos (questões internas, como deficiência de material humano) ou as ameaças (externas, que estão presentes no mercado).
4735428679_10590c4558_z
3) Não focar. Muitas vezes um empreendedor esquece o que realmente traz resultados para a empresa para se dedicar a questões diversas. Ou ainda não larga o emprego pois teme que a empresa não consiga pagar o seu salário. O que posso dizer é que não existe receita pronta, aqui os “ingredientes” vão variar para cada situação. O importante mesmo é você ter sua meta, planejar o caminho e não se deixar distrair.
4) Contratar quem não pode demitir. “Quer saber o valor de uma amizade? Contrate um amigo” diz um sábio conselho. Aqui incluídos primos, tios, parentes de todo grau – inclusive cônjuges. Contudo, se houver maturidade no relacionamento e abertura para exposição de ideias, o que posso dizer, até por experiência própria, é que é maravilhoso trabalhar com amigos e parentes! Contudo, o conselho acima continua valendo: nunca contrate quem você não pode demitir.
success20and20failure20sign3
5) Não aprender com os próprios erros. Você gosta de escrever? Então comece a fazer um diário. Sim, um diário, onde você escreverá suas experiências. Anote a vivências, registre suas ideias e opiniões, converse com você mesmo através do diário, inclusive com números. Outra lição aprendida com grandes empreendedores é ter um mentor, um conselheiro com mais experiência para trocar ideias e discutir posições. Conversar ajuda a clarear os problemas e visualizar melhor as soluções.
O caminho para o sucesso passa muitas vezes por trilhas formadas pelos que vieram antes de você. Aprenda com eles, inclusive com as falhas. Como ensinava Churchill “o sucesso é ir de fracasso em fracasso sem perder o entusiasmo”. Pense nisso! Bom trabalho! Sucesso!


 
Semio Timeni Segundo é Business Coach
 

Tags:, , ,