5 erros mais comuns dos novos líderes


imagews

Líderes! Qualquer nação que queira crescer depende invariavelmente da formação de novos líderes! E não tem sido diferente com a nossa jovem sociedade, que tem experimentado uma expansão nas últimas décadas nas mais diversas áreas, não só na iniciativa privada como no serviço público e no terceiro setor – organizações privadas de utilidade pública, como as ONGs.

Liderança nada mais é do que resultado da ações humanas, todas elas capazes de serem aprendidas e replicadas. Existem diversos livros sobre o assunto, mas gostaria de focar nos 5 erros mais comuns quando alguém se torna um líder. Também proponho ações que podem ajudar a vencer esses erros.

1. Abuso de poder: essa lista não tem hierarquia, nenhum erro é pior que o outro (todos são péssimos!), mas se tem uma ação facilmente encontrada nas organizações é o abuso de poder, o autoritarismo que muitas vezes nasce da insegurança do próprio líder. Agir assim destrói qualquer equipe a médio e longo prazo. E, nos dias atuais, pode ter consequências jurídicas seríssimas, quando o abuso de poder se constitui assédio moral. Solução? Influenciar de forma positiva mentalidades e comportamentos.

bad-leaders2

2. Intimidade acentuada: numa explicação simples, seria o oposto do abuso do poder. É comporta-se de maneira complacente, condescendente. Sim, afeto ou amizade podem existir no ambiente de trabalho, mas não a intimidade exacerbada, que em alguns casos pode ser até interpretada como assédio sexual, também com consequências legais. A palavra-chave para fugir deste erro é resultado. Lembre-se: você não tem que ser o melhor amigo. Você tem que ser o melhor líder que ele possa ter para que os resultados aconteçam.

3. Não focar nas pessoas: e por falar em foco nos resultados, é certo que vivemos hoje um ambiente super competitivo, onde os resultados são colocados muitas vezes acima das pessoas que o geram. Atenção: liderar não é simplesmente entregar resultados! O líder tem que atrair as pessoas certas para trabalharem do seu lado, conquista-las diariamente para que, através delas, os resultados surjam.

BadLeaders

4. Não delegar: característica muito presente nos líderes recém chegados à função de supervisor, gerente ou mesmo diretor: a falta de confiança na equipe. Como acredita que sua competência foi a geradora da sua promoção, passa a acreditar, mesmo que de forma inconsciente, que os outros não são tão competentes visto estarem abaixo na hierarquia da organização. Daí é um pulo para a sobrecarga de trabalho e o estresse. A solução aqui passa em delegar tudo aquilo que não seja indelegável, como o estabelecimento de metas ou questões estratégicas para o negócio. Lembre-se: liderar não é simplesmente realizar tarefas!

5. Não saber se conectar com os liderados. O que chamo de conectar? É criar laços, saber ouvir, entender como cada um se motiva, seus valores e talentos individuais. Uma maneira de agir assim é fugindo do feedback, não só em dar como receber. Mas se esconder do feedback é boicotar a possibilidade de crescimento. Feedback muitas vezes dói, mas é uma das melhores formas de crescimento – tanto pessoal como profissional.

wkolay-02

Liderança se faz com tempo e dedicação, sem esquecer de metas claras e um bom planejamento. Como já ensinava uma das maiores líderes do século passado, a inglesa Margareth Thatcher, “um líder é alguém que sabe o que quer alcançar e consegue comunicá-lo”. Pense nisso! Bom trabalho! Sucesso!

Semio Timeni Segundo é Business Coach

 

 

Tags:, , , ,